Confira as Alergias Fatais Que Você Nem Imaginava!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Suor, atividades físicas e muitos outros estímulos do ambiente podem causar alergias graves

Embora os tipos mais comuns de alergia sejam aquelas relacionados à respiração, como a rinite e a asma, existem tipos raros que podem surgir a qualquer momento e em qualquer pessoa. E o pior: elas podem ser fatais!

A alergia é uma reação exagerada do organismo perante estímulos do ambiente, como, nos casos mais comuns, poeira, fungos, ácaros e pólen. Porém, essa hipersensibilidade pode ser desencadeada por motivos muito incomuns, como os casos a seguir:

Alergia ao suor

Alergia ao suor e as diversas alergias fatais

O que desencadeia essa alergia é a mudança no pH da pele, que pode expor o corpo à ação de bactérias e dificultar a evaporação completa do suor. Ela pode ou não ser causada pelo aumento da temperatura corporal.

A sensibilidade se manifesta com sintomas como irritação, coceira, ardência, brotoejas e manchas em partes do corpo que ficam em atrito, como axilas e virilha. O tratamento é simples, e consiste em evitar o suor e usar roupas que permitam que o corpo transpire.

Saiba também sobre a alergia a poeira, livre-se já!

Alergia a sêmen

São menos de 100 casos documentados no mundo dessa alergia, cujo nome correto é “hipersensibilidade ao plasma seminal humano”! Ela se manifesta com sintomas como queimação, inchaço, coceira, náuseas e dificuldade para respirar após o ato sexual sem proteção.

Essa alergia pode ser confundida com uma DST e nem sempre está relacionada ao esperma: pode ser causada por um alimento ou um medicamento que o homem ingeriu antes da relação. Felizmente, ela pode ser prevenida com o uso de preservativo e é tratável.

Alergia à vida moderna

Alergia a vida moderna é uma alergia fatal

Essa condição é causada, na verdade, devido à eletricidade e aos campos magnéticos de equipamentos e redes WiFi, por exemplo. Ela causa sintomas neurológicos e alérgicos, como dor de cabeça, náusea, insônia e crises de pânico.

Sua frequência ainda é incerta, pois essa alergia ainda é pouco estudada pela medicina, mas já se sabe que o mundo ultraconectado pode desencadear os sintomas. Ou seja: quem sofre desse mal não está a salvo em nenhum lugar!

Alergia a exercícios físicos

Pode parecer apenas uma desculpa para não se exercitar, mas essa alergia realmente existe. Na verdade, ela é desencadeada pela ingestão de determinados alimentos ou medicamentos antes da prática.

Conhecida como anafilaxia induzida pelo exercício, os sintomas dessa doença são fadiga, vermelhidão, urticária e a perda de consciência. Em casos extremos, pode levar à morte.

Você tem alergia a mofo? Saiba como se livrar!

Alergia a medicamentos

Alergia a medicamentos também é uma alergia fatal

Remédios como penicilina, antibióticos, ibuprofeno, barbitúricos, anticonvulsivantes e até a insulina são os que mais causam alergias, levando a sintomas como coceira, vermelhidão nos olhos e febre. O principal perigo, no entanto, é a anafilaxia, reação grave que pode matar em poucos minutos.

A alergia a medicamentos surge até uma hora após a ingestão ou aplicação. Quem já manifestou uma reação alérgica antes deve avisar médicos, enfermeiros e dentistas antes de iniciar tratamento, pois a única forma de prevenir é não usar o remédio.

Fique protegido!

É possível evitar uma boa parte das alergias – das mais comuns às mais estranhas. Adote as seguintes medidas de proteção no seu dia a dia:

– Mantenha os ambientes que você frequenta sempre limpos. Essa é uma forma eficiente de se livrar do pó, de ácaros, de fungos e outros agentes que causam alergias respiratórias. Inclusive, não deixe de conferir sobre o Desumidificador de Ambiente!

– Use um esterilizador de ar. Ele permitirá que você respire um ar limpo e livre dos agentes alergênicos mais comuns.

– Preste atenção a sua alimentação e ingestão de remédios. Se você perceber alguma reação inesperada, elimine-os de sua rotina até consultar um médico especialista.

– Leite de vaca, clara de ovo, trigo, soja, amendoim e frutos do mar são alguns dos alimentos que mais causam alergias.

– Procure evitar o ar condicionado. Se o equipamento não estiver com a manutenção em dia, ele pode propagar fungos que causam alergia.

– Diminua o uso de produtos químicos para higiene pessoal, limpeza e beleza. Prefira os naturais, que têm menos chances de provocar alergias de contato ou de odores.

– Se você desconfiar que há algum estímulo no ambiente desencadeando reações alérgicas, evite o contato com ele e vá a um médico para verificar.

– Não deixe de se consultar com um especialista. Com alguns exames, você saberá exatamente qual é o fator que causa suas alergias e poderá ter acesso a um tratamento eficaz e seguro.

Já pensou respirar melhor e ter uma sensação de bem estar dentro de ambientes fechados?

Livre-se dos vírus, bactérias e mofos presentes no ar. Tenha o ar puro que sua família merece!
Oferta

Deixe uma resposta

Fechar Menu