Como prevenir crises alérgicas? O que devo fazer caso isso aconteça

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

O controle ambiental com cuidados para reduzir a presença dos principais alérgenos é a melhor forma de prevenir crises de rinite e asma alérgica

Alergias respiratórias como rinite e asma não têm cura, mas elas podem ser controladas quando adotamos medidas para prevenir uma crise alérgica e ficar longe do nariz escorrendo e da espirradeira sem fim. Saiba como fazer isso:

  1. Mantenha distância dos alérgenos

Se você já sabe que basta entrar em um local fechado para começar a sentir coceira no nariz, o melhor a fazer é evitar ter contato com ambientes como porões, depósitos e outras áreas pouco ventiladas.

Quem é sensível à fumaça do cigarro deve evitar o fumo ativo e passivo para evitar uma crise alérgica (e mais uma infinidade de doenças), enquanto aqueles que são alérgicos ao pelo de gato devem procurar manter certa distância desses bichinhos e assim por diante.

crise alérgica

  1. Adote uma rotina de limpeza especial

O principal desencadeador de uma crise alérgica de rinite são os ácaros, criaturas minúsculas que vivem no pó doméstico. Por isso, a limpeza da casa deve ser minuciosa.

Limpar o chão e a superfície dos móveis com pano úmido, passar aspirador de pó no sofá e nos tapetes e lavar as cortinas e persianas com frequência são medidas importantes. E, claro, evite produtos de limpeza com odores fortes.

Itens difíceis de limpar juntam muito pó, contribuindo para a proliferação dos ácaros. Por isso, é importante substituir carpetes por piso liso e trocar tapetes comuns por tapetes antialérgicos (que são mais fáceis de lavar).

  1. Evite o acúmulo de objetos

Quanto mais objetos em um local, mais fácil será acumular pó. Por isso, é necessário limitar o número de peças de decoração que ficam à mostra e evitar deixar os armários muito cheios, o que impede a circulação do ar e ainda contribui para o desenvolvimento do mofo.

Bichos de pelúcia são excelentes depósitos de poeira doméstica, portanto o número deles deve ser restrito. Aqueles que ficam expostos devem ser lavados e secados ao sol a cada 15 dias.

  1. Cuide do quarto da pessoa alérgica

O objeto que mais acumula ácaros em uma casa é o colchão, por isso ele deve ser protegido com uma capa anti alérgica com zíper, exposto ao sol uma vez por semana e virado a cada 15 dias. Procure trocar o colchão a cada sete anos.

O travesseiro também deve receber a capa, devendo ser trocado a cada dois anos. Não é recomendado lavá-lo, pois a umidade fica presa em seu interior e contribui para o desenvolvimento de fungos e ácaros. Evite travesseiros de penas.

As roupas de cama devem ser trocadas e lavadas uma vez por semana, incluindo os cobertores. Dê preferência aos edredons e sempre os coloque para tomar sol.

Veja também: Dicas para os seus filhos manterem o quarto sempre limpo!

  1. Utilize um purificador de ar

Mesmo com uma limpeza caprichada da casa, é impossível impedir totalmente o surgimento da poeira doméstica, o desenvolvimento dos ácaros ou mesmo a entrada de um odor irritante – como a fumaça do cigarro de um vizinho que fuma na janela.

Por isso, é importante contar com um purificador de ar que seja capaz de eliminar os principais alérgenos, incluindo ácaros, fungos, pólen, cheiro de cigarro, entre outros. Porém, para que realmente possa prevenir uma crise alérgica, é preciso que ele esteja sempre a postos.

Dessa forma, a dica é contar com um modelo que não impacte sua conta de luz e possa ficar ligar o tempo todo, como o purificador de ar Sterilair. Assim, qualquer alérgeno que resolver pairar no ar da sua casa será prontamente eliminado.

Vale destacar que o modelo da Sterilair também dispensa a troca de filtros, pois destrói os agentes irritativos por meio do calor. Dessa forma, você não corre o risco de ter um aparelho que não funcione corretamente ou que piore a qualidade do ar por falta de manutenção.

Veja em mais detalhes: 01 solução para 09 problemas: o purificador de ar vai mudar sua saúde!

  1. Mantenha a casa arejada e bem iluminada naturalmente

A ventilação e a luz do sol são grandes aliados no combate aos ácaros e fungos, por isso é essencial abrir as janelas e cortinas para que elas entrem na casa, renovem o ar e dificultem a formação da umidade (especialmente no banheiro).

Lembre-se também de ventilar o ambiente enquanto estiver fazendo a limpeza, assim os ácaros poderão ir embora e os produtos não vão deixar um odor tão forte.

limpeza de casa crises alérgicas

O que fazer em uma crise alérgica respiratória

Mesmo tomando diversos cuidados, pessoas alérgicas estão sujeitas a ter uma crise e desenvolver os sintomas desagradáveis como espirros, coriza e coceira. Veja o que fazer nesse caso:

  • Afaste-se do alérgeno: ao notar sinais de uma crise alérgica respiratória, a primeira atitude a ser feita é sair do ambiente o mais rápido possível, pois os alérgenos estarão circulando pelo ar;
  • Lave o nariz e os olhos com soro fisiológico: uma limpeza com soro fisiológico duas vezes por dia ajuda a remover alérgenos das cavidades nasais e alivia a irritação e a vermelhidão dos olhos;
  • Tome bastante líquido: a ingestão de água é necessária para repor a água perdida pelas vias respiratórias, evitando o ressecamento das mucosas, e contribui para a desintoxicação do organismo;
  • Faça uso dos medicamentos conforme orientação médica: utilize anti-histamínicos, corticóides e bombinhas para asma conforme a recomendação do seu médico alergista, evitando uma piora da crise ou agravamento da falta de ar.

O choque anafilático é uma reação alérgica violenta caracterizada pelo edema de glote, um inchaço que fecha a garganta, obstrui a passagem de ar até os pulmões e pode levar à morte por insuficiência respiratória.

Felizmente, essa complicação é bastante rara no caso das alergias respiratórias, mas, de qualquer maneira, vale a pena ficar atento a sintomas como placas avermelhadas pelo corpo, inchaço na boca e na língua, incômodo na garganta, vômitos, diarreia, desmaios e convulsões.

Se a pessoa alérgica tiver essas manifestações, deve-se chamar o socorro de emergência imediatamente, pois o tratamento do choque anafilático é feito com a aplicação intravenosa de adrenalina.

De qualquer maneira, prevenir uma crise alérgica é melhor e mais fácil do que remediá-la. Você já adota alguma dessas medidas de prevenção? Conte para a gente nos comentários.

Já pensou respirar melhor e ter uma sensação de bem estar dentro de ambientes fechados?

Livre-se dos vírus, bactérias e mofos presentes no ar. Tenha o ar puro que sua família merece!
Oferta

Deixe uma resposta

Fechar Menu