Rinite alérgica tem cura? Como identificar essa doença?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Entenda como combater essa doença que, segundo estatísticas, aflige quase metade da população brasileira

Rinite alérgica tem cura? Muitas pessoas se fazem essa pergunta no Brasil e não é para menos. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Pediatria, quase 50% da população é acometida por esse mal e sofre com os problemas respiratórios decorrentes da poluição.

A rinite alérgica, que é a forma mais comum de alergia respiratória, é caracterizada por sintomas como coriza ou congestão nasal, espirros, tosse, coceira no nariz, garganta e olhos, problemas de sono e dificuldades de concentração.

Ninguém nasce com alergia. Trata-se de uma condição que é adquirida com o passar do tempo. Por essa razão, podemos dizer que os fatores externos são grandes responsáveis por colocar a pessoa em uma condição de desenvolver esses sintomas ou não.

Rinite alérgica tem cura?

Infelizmente, a resposta objetiva para a pergunta “rinite alérgica tem cura” é não. Porém, tenha calma. Mesmo que os sintomas não sumirem de uma vez por todas, é possível atenuar bastante a sua manifestação, seja cuidando do ambiente ou com medicamentos.

Vamos falar de ambos os métodos. O primeiro é o mais simples de todos: cuidar do ambiente em que você está. O uso de um purificador de ar, por exemplo, já é responsável por reduzir bastante as probabilidades de que a rinite alérgica se manifeste em seu organismo.

Esses eletrônicos são responsáveis por esterilizar o ar, eliminando fungos, bactérias, vírus, ácaros e substâncias poluentes.

modelos de purificador de ar sterilair

O melhor de tudo é que purificadores de ar, como o Sterilair, são acessíveis e gastam pouquíssima energia, podendo ficar ligados permanentemente sem que isso impacte de forma significativa na sua conta de luz.

Já outro método, mais caro, é a vacina para rinite. Essa solução é relativamente recente, uma vez que os primeiros testes começaram em 2005. De lá para cá ela se desenvolveu bastante, chegando ao que hoje conhecemos como imunoterapia.

O principal problema é que esse método não funciona para todos os pacientes. Os testes mostraram que para aqueles que produzem anticorpos chamados Imunoglobulina E e os que são alérgicos a poucas substâncias a aplicação vale a pena.

Nesse caso, é preciso fazer exames e seguir a orientação de médico alergista para descobrir se esse é o seu caso. Em clínicas particulares, o tratamento pode custar de R$ 6 mil a R$ 12 mil, com duração média de 14 meses.

É possível ainda ter acesso a esse tratamento via Sistema Único de Saúde (SUS), mas a disponibilidade no país é bastante restrita e a fila de espera pode ser longa.

Veja também – 5 Super Dicas Para Uma Vida Sem Espirros, Acabe com os Sintomas da Rinite!

Como identificar a rinite alérgica?

Agora que você conhece alguns dos tratamentos, é preciso saber também como identificar se o seu problema de saúde pode ser uma rinite alérgica. Ela pode ser do tipo crônica, mas nem todas chegam a esse estágio. A classificação varia de acordo com a duração.

A rinite alérgica é resultado de uma reação exagerada do sistema imunológico ao confundir partículas inofensivas (alérgenos como pólen, grãos de poeira e mofo) com microrganismos causadores de doenças (reação de hipersensibilidade).

Nesse caso, um ataque às células de defesa e à produção de anticorpos, desequilibrando a liberação de histamina. Como consequência, temos vontades de espirra, sentimos a sensação de coceira, além da coriza, da congestão nasal e, em cenários mais graves, o lacrimejamento.

Aqui, há que se diferenciar as rinites alérgicas das rinites agudas. As rinites alérgicas são do tipo crônico e não têm cura. Sua duração é por tempo indeterminado, embora fatores externos possam influenciar na melhora ou piora dos sintomas.

Já as rinites agudas são aquelas causadas pelos resfriados comuns. Nesse caso, após o combate ao resfriado, a tendência é que os sintomas desapareçam sem que o paciente precise de uma medicação específica para isso.

É muito mais uma consequência do resfriado do que qualquer outra coisa. Normalmente, a rinite crônica é acompanhada pela sinusite crônica, ou seja, a inflamação dos seios da face devido a uma infecção viral ou bacteriana ou a uma alergia que dura mais de 90 dias.

Cortando o mal pela raiz

A rinite alérgica tem cura? Não. Porém, isso não significa que uma pessoa que saiba ser portador dessa doença precise sofrer com todos os seus sintomas. Na verdade, a solução para atenuar esses problemas tanto em casa quanto no trabalho é bastante simples.

Trocar os carpetes por versões feitas com material antialérgico, limpar a casa pelo menos uma vez por semana e reduzir o número de objetos que acumulam poeira são algumas das soluções. Pessoas alérgicas devem ainda evitar que animais de estimação entrem em seus quartos.

Abrir as janelas para melhorar a ventilação faz com que a circulação do ar seja mais eficiente, acabando com os odores de mofo ou com a umidade excessiva do ambiente. Por fim, fuja ainda da fumaça do cigarro.

Lembre-se: todas essas medidas minimizam a entrada de poeira no ambiente, mas é praticamente impossível impedir completamente a entrada desses microrganismos. É aí que entram em cena os purificadores de ar para completar o serviço.

família sentada no tapete de casa reunida

Alguns modelos mais completos, como o da Sterilair, são capazes de eliminar ácaros, fungos, esporos, bactérias, poluentes e odor de cigarro e de animais de estimação, ou seja, os principais agentes causadores da rinite alérgica.

Leia mais – Limpeza de tapetes, travesseiros e móveis: Como evitar as alergias?

Esses eletrônicos evitam a exposição aos elementos alérgenos, reduzindo as chances de que esses problemas “despertem” no seu organismo ou que cheguem a quadros crônicos. É mais qualidade de vida no seu dia a dia, sem que isso precise mudar a sua rotina.

Já pensou respirar melhor e ter uma sensação de bem estar dentro de ambientes fechados?

Livre-se dos vírus, bactérias e mofos presentes no ar. Tenha o ar puro que sua família merece!
Oferta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *