Tratamento para alergia a mofo: como ele influencia a sua saúde?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

O mofo é um dos principais vilões das doenças respiratórias e alergias, mas pode ser evitado na sua casa.

Grande parte das alergias que causam problemas respiratórios está diretamente ligada à poeira domiciliar. Por isso, o tratamento para alergia a mofo é voltado principalmente para a manutenção da qualidade do ar que respiramos.

Em pessoas alérgicas, o fungo e a poeira agem como um gatilho. Esses agentes entram pelas vias respiratórias (nariz e boca) através do ar, e quando encontram uma situação favorável, acabam desenvolvendo doenças.

Como o mofo surge?

O mofo é um fungo que surge por meio do que chamamos de espórios, células que são minúsculas partículas flutuando no ar. Eles crescem em áreas pouco arejadas, ambientes escuros e, muitas vezes, consequentemente úmidos.

O mofo pode ser facilmente encontrado nas paredes de casa, no teto do banheiro, nos rejuntes entre azulejos da cozinha e até em roupas guardadas há tempos. O que já seria um incômodo suficiente se ainda não tivesse a questão de ser prejudicial à saúde.

As doenças mais comuns associadas ao contato com o mofo são as alergias, sejam elas respiratórias ou alimentares, e as intoxicações causadas pela produção de toxinas por esses micróbios.

tratamento para alergia a mofo

Confira – Faxina doméstica: Mantenha a limpeza e a qualidade do ar em ambientes grandes.

Sintomas

Os principais sintomas de alergia a mofo são os sinais clássicos de rinite alérgica e asma. Como muitos sintomas se assemelham a uma gripe, é imprescindível que você fique atento à causa da sua irritação.

Apesar de atingir em grande parte alérgicos crônicos, qualquer pessoa pode ter alergia a mofo e o quanto mais rápido você tiver esse diagnóstico, mais fácil pode tratar dos danos e se proteger. Fique atento aos sintomas:

• Nasais: coceira, espirros, obstrução e coriza.

• Oculares: vermelhidão, lacrimejamento e coceira, que pode confundir com conjuntivite.

• Pulmonares: alergia a mofo pode também desencadear os sintomas da asma, como tosse, chieira e falta de ar.

Como evitar?

O seu principal aliado contra o mofo é a manutenção diária de um ambiente livre do acúmulo de poeira e o quanto mais arejado possível. Por isso, aprenda algumas dicas que podem te auxiliar no tratamento para alergia a mofo:

1 – Abra a janela

Não adianta, fazer o ar circular na sua casa ainda é a melhor dica para começar a se prevenir contra o mofo.

Principalmente no inverno, em circunstâncias em que ficamos mais reclusos e tentando nos proteger das baixas temperaturas, e nossa casa pode se tornar uma estufa para esses fungos.

2 – Limpe regularmente colchões, tapetes, sofás e armários uma vez por semana

O ideal é que você evite tapetes e cortinas, eles são basicamente pontos de reprodução e contaminação de fungos dentro da sua casa se acabam tendo a limpeza comprometida. Mas, se você preferir mantê-los, limpe-os toda semana.

Colchões, sofás, armários e mesas de cabeceira também, eles podem acumular poeira, o que ajuda a propagar fungos.

3 – Troque sempre a esponja de cozinha

Você não pode usar a sua esponja de lavar pratos até ela desintegrar. Todo material de limpeza tem uma vida útil e respeitar isso é fundamental para evitar que ela se torne um agente de contaminação dentro da sua casa.

A cada semana, sua esponja deve ser jogada no lixo e substituída por outra nova em folha.

4 – Deixe seu armário respirar

Guarde as roupas dentro do seu armário apenas quando estiverem bem secas. Nunca deixe-as embaladas em saco plástico, muitas pessoas acham que isso ajuda a evitar o mofo, mas na verdade tem efeito contrário.

Ah, é não esqueça de deixar as portas abertas ao menos 30 minutos todos os dias.

Não deixe de ver – Rinite crônica – Aprenda a identificar sintomas, causas e métodos de prevenção

5 – Não espalhe contaminação da rua em casa

Tome sempre um banho ao chegar em casa antes mesmo de deitar na cama ou ficar um tempo no sofá. Fazer isso vai lavar os espórios de fungos contidos em seu cabelo e roupas, evitando que eles te incomodem à noite e se espalhem pela casa.

6 – Impermeabilize as paredes de casa

A impermeabilização das paredes de casa durante a construção pode evitar transtornos futuros. Evitam infiltrações e eventuais problemas com umidade, que causam o mofo nas residências.

tratamento para alergia a mofo

Leia também: Como tirar a umidade? Aprenda de uma vez por todas!

7- Tenha um purificador de ar

Os fungos como o mofo se proliferam muito facilmente pelo ar, e manter o ambiente com uma qualidade do ar implacável é determinante para o tratamento para alergia a mofo. Você pode escolher um purificador de ar completo como o Sterilair, que além de esterilizar o ar ainda apresenta baixo consumo de energia e é livre de manutenção.

Além de controlar os sintomas evitando esses fungos, em casos mais graves da alergia, pode ser necessário o uso de medicações. Nesses casos, consulte o seu alergista para determinar o melhor tipo de tratamento para você.

E você, o que faz para evitar o mofo na sua casa? O que tem ajudado você no seu tratamento da alergia? Conta para a gente!

Já pensou respirar melhor e ter uma sensação de bem estar dentro de ambientes fechados?

Livre-se dos vírus, bactérias e mofos presentes no ar. Tenha o ar puro que sua família merece!
Oferta

Deixe uma resposta

Fechar Menu